Boletim Hidrometeorológico divulgado nesta quinta-feira, 08, mostra o agravamento da seca em quase todas as regiões de Santa Catarina, devido aos baixos volumes de precipitação nos últimos dois meses. A publicação é coordenada pela Secretaria Executiva do Meio Ambiente (SEMA), integrada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), e pela Defesa Civil do Estado de Santa Catarina.

“Quando se trata do interior de Santa Catarina, a situação hidrológica é mais grave que no resto do Estado. O litoral, por exemplo, teve chuvas próximas ou acima da média. Portanto, o comprometimento do abastecimento urbano em diversos municípios e a intensidade da estiagem permanecem e exigem o monitoramento contínuo”, destaca o secretário da SEMA, Leonardo Ferreira.

Ele acrescenta que o Governo do Estado retorna com a emissão de boletins quinzenais e na atuação conjunta com a Defesa Civil para acompanhar mais de perto a situação do agravamento da seca.

Dentre os 295 municípios de Santa Catarina, 181 estão em estado de normalidade; 76 de atenção; oito de alerta, e sete em situação crítica frente à estiagem. Além disso, 23 cidades não encaminharam informações da situação.

"A situação mais crítica é encontrada na região Oeste do Estado. Por isso, o monitoramento da situação do abastecimento público pelas agências de regulação volta a ser concentrado nas ações de mitigação dos prestadores e municípios, visando a continuidade deste serviço público que é primordial para saúde da população catarinense", acrescenta a gerente de Fiscalização da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), Luiza Burgardt.

estiagem em sc 20201128 1000537055

Foto: Julio Cavalheiro / Arquivo/ Secom

Sem chuva

Ao longo do mês de março, nas regiões litorâneas e proximidades, a chuva foi um pouco melhor distribuída em relação aos demais locais. Isso se explica principalmente pela maior quantidade de umidade vindo do oceano para estas áreas.

Nos Planaltos e no Oeste, foram registrados de 17 a 21 dias sem chuvas. A precipitação mais irregular foi observada no Extremo Oeste e em proximidades ao Rio Grande do Sul, com 21 a 25 dias sem precipitação.

Índice Integrado de Seca

Segundo o Índice Integrado de Secas (ISS), que consiste na combinação do Índice de Precipitação Padronizada (SPI), com o Índice de Suprimento de Água para a Vegetação (VSWI) ou com o Índice de Saúde da Vegetação (VHI), ambos estimados por sensoriamento remoto, em Santa Catarina, 79 municípios estão classificados com condição normal (27%), 126 em seca fraca (43%), 75 em seca moderada (25%) e 13 em seca severa (5%).

Próximo trimestre

A previsão para os meses de abril, maio e junho é de precipitação abaixo da média para Santa Catarina, principalmente entre o Meio e Extremo Oeste catarinense. Ou seja, indica um período ainda mais seco neste período. Com este resultado, é importante praticar o consumo consciente e racional de água.

“Praticar o consumo consciente de água não significa deixar de usar o recurso, mas sim repensar as suas formas de uso”, finaliza o diretor de Recursos Hídricos e Saneamento da SDE/SEMA, Pedro Brolezz.

O estudo de monitoramento conta com a contribuição da Aresc e outras agências reguladoras do Estado.

 

Confira o Boletim aqui

Recomendações

• Evite banhos demorados;

• Mantenha a torneira fechada ao fazer a barba e ao escovar os dentes;

• Antes de lavar os pratos e panelas, limpe bem os restos de comida e jogue-os no lixo;

• Deixe a louça de molho na pia com água e detergente por uns minutos e ensaboe. Repita o processo e enxágue;

• Adote o hábito de usar a vassoura e não a mangueira para limpar a calçada e o quintal de sua casa;

• Não lave o carro durante a estiagem. Caso precise, use balde e pano para lavar o carro em vez de mangueira;

• Use regador para molhar as plantas no lugar de mangueira;

• Utilize a máquina de lavar somente quando estiver na capacidade total;

• No tanque, feche a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa;

• Mantenha a válvula de descarga regulada, e conserte imediatamente vazamentos.

Atividades com maior desperdício

• Torneira gotejando: 40 litros diários;

• Torneira aberta durante 5 minutos: 80 litros diários;

• Banho de 15 minutos: 243 litros;

• Lavar a calçada com mangueira por 15 minutos: 279 litros.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: ARESC | Acesso restrito